Nossos Artigos

A Fé Faz a Diferença

Mt. 8: 5-13

Introdução: Jesus chega a Cafarnaum e é abordado por um centurião romano que, ao invés de prendê-Lo para interrogá-Lo a respeito da Sua missão – já que havia muita suspeita de insurreição contra o domínio romano naqueles dias – vem humildemente rogar por um seu criado que jazia enfermo e atormentado em uma cama. Esse homem era uma pessoa notável, visto que sua atitude não era comum, já que escravo não era considerado pessoa pela “praxis” romana. Acompanhemos o desenrolar da cena e das lições que aprendemos com ela.

1. Um pedido e uma pronta resposta (vs. 5-7). O centurião aborda Jesus que acabara de entrar em Cafarnaum para rogar por um seu criado. A palavra rogar tem uma conotação de pedir com o coração algo para uma outra pessoa, como se fosse para si mesmo. Ao olhar para o coração daquele centurião – que em razão do seu ofício deveria ser uma pessoa “durona”, Jesus se dispõe a agir de imediato.

2. A surpresa do centurião frente à prontidão do Senhor (vs. 8-9). A resposta de Jesus ao anseio do sofrimento do coração daquele homem foi imediata: “Eu irei e lhe darei saúde”. Talvez o centurião pensasse que Jesus não o atenderia por ele ser romano. Mas, qual não foi a sua surpresa: ele constatou que Jesus atende a qualquer pessoa, inclusive ao invasor romano.

3. A surpresa do Mestre diante da fé do centurião (vs. 10). Se por um lado o centurião se surpreendeu com a prontidão de Jesus, o Mestre também nos mostra um ar de surpresa diante da fé do centurião, o que não era de se esperar de um romano.

4. Uma observação do Mestre sobre a fé (vs. 11, 12). O diferencial para Deus é a fé (Ex.: Abraão – Gn. 15: 6; Israel – Hb. 3: 19; Jd. 5). Só pela fé temos acesso a Deus (Hb. 11: 1, 2). Judeu ou gentio só será salvo por meio da fé (Rm. 3: 27-31).

5. O anseio da fé é satisfeito (vs. 13). No caso do centurião, ele desejava a cura do seu criado e, em razão da fé exercida no Filho de Deus, seu anseio foi suprido.

Conclusão: Diante do fato registrado nas Escrituras, exerçamos nossa fé em Deus para que os nossos anseios possam ser supridos por Ele. Seja o desejo do nosso coração a salvação de algum ente querido, sua cura física, emprego, ou outra qualquer necessidade, entreguemos confiados tudo isso ao Senhor, aguardando na Sua Palavra.

Foi abençoado? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram