Nossos Artigos

Caminhando como Deus Ordenou

Nm. 20: 14-21

Introdução: Eu tenho um certo receio dos momentos que antecedem um acontecimento marcante; algo de bom ou muito importante que esperamos ansiosamente, quando ficamos torcendo para nada de errado ou inesperado acontecer e frustrar os nossos planos. O relato que lemos é algo assim. Israel só precisava de um pouco mais de chão para ficar na borda da terra prometida. Era só os seus irmãos edomitas os deixarem cruzar o seu território e pronto, eles estavam a um passo de realizarem seu sonho. Mas eles não deixaram.

I. UM TESTEMUNHO (vs. 14-16). Os israelitas dão um testemunho emocionante sobre sua vida aos seus irmãos edomitas. Quanto sofrimento, quanta angústia, quanta incerteza, mas Deus ouviu os seus clamores.

II. UM HUMILDE PEDIDO (vs. 17). Então, a um passo de realizarem seu sonho de terem o seu próprio lugar ao sol, eles fazem uma humilde súplica aos seus irmãos: “deixem-nos passar pelo seu território e nós pagaremos toda a comida e água que consumirmos; não vos daremos qualquer prejuízo”.

III. UMA RESPOSTA RÍSPIDA A UM IRMÃO CARENTE (vs. 18). Os edomitas não se sensibilizaram com o testemunho dos seus irmãos, não ouviram seu pedido e ainda os ameaçaram como se eles não merecessem qualquer credibilidade ou respeito.

IV. UM PEDIDO MAIS HUMILDE (vs. 19). Quem precisa sempre se humilha um pouco mais da conta. Diz o ditado popular: “A dor é quem ensina a gemer”. Como se não bastasse ter suplicado humildemente no início, agora os israelitas imploram: “Por favor, deixem-nos apenas passar a pé; nós não lhe daremos qualquer prejuízo. Só nos permita chegar ao nosso destino”.

V. A RISPIDEZ INICIAL TERMINA NUMA REAÇÃO VIOLENTA (vs. 20, 21). Edom não apenas ficou nas palavras. Convocou o seu exército e marchou ferozmente contra os seus irmãos. Quanta dor não deve isto ter causado ao coração daqueles homens no deserto!

Conclusão: Israel desviou-se do seu irmão, mas não se desviou de atingirem os planos de Deus para a sua vida. Tempos depois eles puderam comemorar muitas vitórias e louvarem a Deus pela conquista dos seus objetivos. Que aprendamos com Israel a não desistir dos planos de Deus para as nossas vidas por causa de situações contrárias. Deus tem planos para nós. Caminhemos nos caminhos que Ele traçou para cada um de nós.

Foi abençoado? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram