Nossas Devocionais

A perseverança dos santos

por

Pr. Paulo Guedes Soares

“Graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo, nosso Salvador”.

A “perseverança dos santos” é uma das doutrinas fundamentais da Palavra de Deus. Ao longo das Escrituras Sagradas nós a vemos tanto em tese, quanto na prática. A história de Sadraque, Mesaque e Abed-Nego na corte babilônica é um belo exemplo dessa maravilhosa doutrina. Todos sabem que quando Nabucodonosor foi informado que os três jovens não se dobraram diante da estátua que ele erguera, chamou-os e desenvolveu-se a seguinte conversa entre eles: “Falou Nabucodonosor e lhes disse: É de propósito, ó Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, que vós não servis a meus deuses nem adorais a estátua de ouro que levantei? Agora, pois, se estais prontos, quando ouvirdes o som da buzina, do pífaro, da cítara, da harpa, do saltério, da gaita de foles e de toda sorte de música, para vos prostrardes e adorardes a estátua que fiz, bom é; mas, se a não adorardes, sereis lançados, na mesma hora, dentro do forno de fogo ardente; e quem é o Deus que vos poderá livrar das minhas mãos? Responderam Sadraque, Mesaque e Abede-Nego e disseram ao rei Nabucodonosor: Não necessitamos de te responder sobre este negócio. Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará do forno de fogo ardente e da tua mão, ó rei. E, se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste” (Daniel 3:14‭-‬18).

Meus irmãos, o exemplo de perseverança daqueles três jovens é mostrado nas suas palavras e atitudes. Eles estavam correndo o risco de serem jogados vivos na fornalha, no entanto, eles criam que Deus os podia livrar, mas se Deus não quisesse livrá-los, mesmo assim eles perseverariam na fé. A história desses três jovens tem se repetido na história da Igreja, desde o princípio até hoje, quando nossos irmãos foram, e são, maltratados e mortos por causa da sua firmeza na fé cristã. Mas a ordem do Senhor para nós hoje, continua sendo para sermos perseverantes na fé, independentemente de qualquer circunstância: “Sede, pois, irmãos, pacientes [perseverantes] até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes [perseverantes], fortalecei o vosso coração, porque já a vinda do Senhor está próxima” (Tiago 5:7‭-‬8).

Deus vos abençoe, meus irmãos, na perseverança dos santos, juntamente com vossas famílias. Amém!

Foi abençoado? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram