Nossos Artigos

Há Sempre uma Benção a Mais

Lc. 17: 11-19

Introdução: A história desses dez homens, guardadas as devidas proporções, pode ser a história de muita gente. Mas, pensando exclusivamente na situação daqueles homens ela, além da gravidade da doença em si, a lepra, havia ainda a conotação religiosa e social que pairava sobre eles. Ser portador da lepra naquela sociedade e naqueles tempos era ser portador de uma doença completamente incurável, e ainda pairava sobre a cabeça do paciente a maldição decorrente da lepra ser considerada um castigo específico sobre a pessoa. Acompanhemos o texto e deixemos o Senhor nos ensinar os nossos corações.

1. Jesus vai a Jerusalém, mas resolve passar pela Galiléia e Samaria e dez homens têm o maior encontro de suas vidas (vs. 11, 12 ). Aqueles dez homens já tinham se acostumado à execração popular e religiosa. Todos os dias era a mesma coisa: esperar o dia quando, como muitos outros colegas de infortúnio nos vales de leprosos, morriam. O que eles não podiam imaginar era que naquele dia eles teriam o maior encontro de suas vidas: Jesus passaria por ali.

2. “Jesus, Mestre, tem misericórdia de nós” (vs. 13). Quando eles viram Jesus, pararam de longe, como tinha que ser, mas levantaram suas vozes e clamaram ao Mestre. Hoje Ele está aqui pronto a ouvir o nosso clamor e mostrar a mesma misericórdia que mostrou àqueles leprosos.

3. “Ide, mostrai-vos aos sacerdotes” (vs. 14). Ao obedecerem a ordem de Jesus, foram agraciados com o maior dos milagres que a eles pudesse acontecer: a lepra sumira instantaneamente. Que alegria não deve ter tomado conta daqueles pobres e desprezados homens. Agora eles poderiam voltar à sociedade e às suas famílias, reverem seus pais, irmãos, parentes, esposas e filhos. Agora eles poderiam voltar ao convívio normal das pessoas.

4. “Um deles, vendo que estava são, voltou glorificando a Deus em alta voz” (vs. 15, 16). Para um deles a alegria foi maior do que dos demais. Ele não poderia prosseguir na vida sem antes voltar para agradecer e louvar ao Senhor. E fez isso com o rosto em terra.

5. “Não foram dez, os limpos? E onde estão os nove?” (vs. 17, 18). Jesus pergunta pelos outros. A ingratidão é algo que afeta o coração do Senhor. Quando somos agraciados por Deus – e o somos todos os dias – devemos levar a Ele a nossa gratidão.

6. O agradecido recebe mais uma bênção (vs. 19). Aquele que voltou para agradecer recebeu mais uma bênção, e esta de natureza eterna. Quando somos agradecidos por Deus, Ele sempre reserva mais uma bênção para nós.

Conclusão: O Texto nos ensina as seguintes lições: (i) o Senhor conhece as nossas necessidades e vem ao nosso encontro para supri-las; (ii) Ele atende ao nosso clamor; (iii) a nossa obediência, com fé, à Sua Palavra, produz a bênção esperada e, (iv), a gratidão é esperada por Ele e, quando a exercemos, podemos receber uma bênção maior. Que o Senhor nos capacite a crer incondicionalmente n’Ele.

Foi abençoado? Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram